Arquivos



Os Estados Unidos não dão importância para Cuba e Venezuela nos dias de hoje. A Argentina, quando é notícia, estaria, para a economia, como o Líbano está para a política. Um país que consegue fazer tudo errado sempre. O Brasil é visto como BRICS, não sendo encaixado hoje apenas na chamada América Latina, composta na realidade por quatro regiões geográficas – América do Sul, Central, Caribe e México. Falando em México, esta nação, assim como o Brasil, também é vista como um bloco separado para os EUA.

Ontem houve um encontro em Cuba. Muito se falou de Dilma se aproximando de Raul Castro com a construção do porto de Mariel e os EUA ficando irritados. Mas vamos aos fatos. Primeiro, no briefing do Departamento de Estado, o encontro de Cuba não foi citado em mais de uma hora. Falaram de Afeganistão, Israel-Palestina, República Centro-Africana, Ucrânia, Rússia, ONU, Irã, Síria e Japão. Da nossa região, nada. Hoje saiu uma matéria relativamente positiva do encontro no New York Times.

Em segundo lugar, muitos no governo americano veem com bons olhos a aproximação do Brasil com Cuba. Acham que os brasileiros podem servir de interlocutor. A administração Obama é a favor do fim …




Tudo novo de novo

20.janeiro.2014

Fico aqui pensando que todo ano é praticamente a mesma coisa e esse pensamento me alegra, curiosamente. Aproxima-se mais um dia 31 de dezembro e embora todos saibamos que a nossa vida não vai mudar junto com o calendário, é praticamente impossível evitar que a esperança venha nos visitar.

Naturalmente fazemos planos para o ano vindouro e, mesmo cientes, em nossos íntimos, que não daremos conta de parte deles, o fato de podermos idealizá-los acaba por nos fornecer as forças necessárias para um novo ciclo, para uma nova etapa da vida. E assim vamos seguindo em nossa caminhada por esse mundo…

Como humanos, somos seres sensíveis, sujeitos a sentimentos que podem nos derrubar de forma mais eficiente do que uma tonelada de explosivos. Não raras vezes as pessoas sucumbem diante e por conta de si mesmas, derrotadas pelo que não se vê e não se sabe explicar, mas apenas se sente.

Assim, acredito eu, viver uma vida sem a chance de se renovar, de se reinventar, seria quase uma sentença de prisão perpétua. Claro que não precisaríamos e nem precisamos de uma data para isso e que sermos mutáveis e mutantes é uma das características da humanidade, mas haver um …




A mulher em trapos

14.janeiro.2014

Naquela tarde, vi uma mulher, numa calçada, com o corpo deitado sobre si mesma, o rosto escondido, as mãos estendidas sobre a cabeça, segurando uma lata, mendigando moedas.

Eu vi a mulher com o peito deitado ao chão, sofrida pelo tempo, pelo estômago vazio, vestida de estampado de flores murchas, meias furadas e curtas. A lata na mão, tilintando uma marcha, em três tempos, sem tempo para o tempo que insiste em lhe deixar de lado.

Eu vi quando meus olhos se curvaram em dor e meu coração, já cheio, se encheu de lágrimas pela mulher sem rosto, estampando flores murchas, mendigando na calçada, na tarde fria e cinzenta, gemendo alguma dor, em algum canto de si.

Com passos largos e ânimo abatido,  enquanto uma chuva indecisa molhava aqui e ali,  esfriando mais o fim da tarde, atravessei a rua e me pus em frente à cena que tanto me tocara o coração. Meti as mãos nos bolos e depositei moedas. O barulho na lata a fez dizer, tremulamente: “Graaziiee!”

Continuei meu caminho, em desconfortável silêncio, pensando na sofrida mulher, na dor física e moral, no tronco curvado ao solo,  queixo na calçada em poças,  rosto escondido em trapos,  flores …




Eterno Natal

14.janeiro.2014

Eterno Natal

Houve uma vez um Natal e ele era um sonho. Todos os sonhos de Natal estavam dentro de mim e eu estava dentro deles, numa espécie de osmose espiritual, que revolucionou os elementos à minha volta e me levou ao êxtase sublime.

Nada aconteceu. Foi uma vertigem de nadas. Contudo, era um Natal que eu esperara com todas as minhas forças e ele não veio. A data chegou, mas o Natal não. Eu procurei pelos quartos da casa e não havia mais o que eu buscava. Ainda que o cheiro dos frutos e guloseimas natalinos ardesse nas minhas narinas.

Parando diante dos porta-retratos, das fotos dos meus lindos que já partiram, perdi-me entre as inúmeras recordações. Épocas em que o espírito natalino enchia nossa alma de alegrias. Meu pai e minha mãe no comando de tudo, pessoas amadas em volta de uma mesa maravilhosa. Vultos que hoje são lembranças de um passado tão belo e tão intenso!

Mas a festa singela que agora crescia dentro de mim possuía uma outra forma e era esta que eu buscava. Não mais o Natal das ceias e comidas fabulosas, dos doces e    sobremesas fantásticas. Brindes, presentes, barulho, ruídos. Não. Às vezes, …




Ter ou não ter namorado

3.janeiro.2014

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias não remuneradas de si mesmo.  Namorado é a mais difícil das conquistas.  Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão, é fácil. 

 

Mas namorado, mesmo, é muito difícil. Namorado não precisa ser o mais bonito, mas ser aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção não precisa ser parruda, decidida; ou bandoleira basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.  Quem não tem namorado é quem não tem amor é quem não sabe o gosto de namorar.

 

Há quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes; mesmo assim pode não ter nenhum namorado.  Não tem namorado quem não sabe o gosto de chuva, cinema sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho.

 

Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa e quem ama sem alegria.  …




Afinidade

3.janeiro.2014

A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil,

delicado e penetrante dos sentimentos.

O mais independente.

 

Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,

as distâncias, as impossibilidades.

Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação,

o diálogo, a conversa, o afeto, no exato ponto em que foi interrompido.

Afinidade é não haver tempo mediando a vida.

 

É uma vitória do adivinhado sobre o real.

Do subjetivo sobre o objetivo.

Do permanente sobre o passageiro.

Do básico sobre o superficial.

Ter afinidade é muito raro.

 

Mas quando existe não precisa de códigos verbais para se manifestar.

Existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois

que as pessoas deixaram de estar juntas.

O que você tem dificuldade de expressar a um não afim, sai simples

e claro diante de alguém com quem você tem afinidade.

 

Afinidade é ficar longe pensando parecido a respeito dos mesmos

fatos que impressionam, comovem ou mobilizam.

É ficar conversando sem trocar palavra.

É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento.

 

Afinidade é sentir com.

Nem sentir contra, nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo.

Quanta gente ama loucamente, mas sente contra …




Amor não se implora, não se pede não se espera…

Amor se vive ou não.

Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.

Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para

mostrar ao homem o que é fidelidade.

Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.

As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.

Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.

Água é um santo remédio.

Deus inventou o choro para o homem não explodir.

Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.

Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.

A criatividade caminha junto com a falta de grana.

Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.

Amigos de verdade nunca te abandonam.

O carinho é a melhor arma contra o ódio.

As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.

Há poesia em toda a criação divina.

Deus é o maior poeta de todos os tempos.

A música é a sobremesa da vida.

Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.

Filhos são presentes raros.

De tudo, o que fica é o seu …





Feliz Dia Novo - Todos direitos reservados

Desenvolvido por CPC Informática