Arquivos



Girl In WheelchairO Comitê sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência da ONU, afirmou que “as mulheres e meninas com deficiência precisam de autonomia e não pena”.

O grupo, que coopera com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos, disse que os países estão fracassando no cumprimento de suas obrigações em relação a essas pessoas.

Segundo o Comitê, mulheres e meninas com algum tipo de deficiência são sujeitas à hostilidade e à exclusão. Uma das especialistas do Comitê, Theresia Degener, declarou que “as políticas para mulheres não mencionam deficiência e as políticas para pessoas com deficiência ignoram a questão do gênero”. Degener afirmou que “as mulheres e meninas com deficiência sofrem discriminação e barreiras porque são do sexo feminino e porque têm alguma deficiência”.

Para ajudar a combater o problema, o Comitê lançou um guia para os 166 países que ratificaram a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

Os três pontos principais do documento são: evitar violência física, sexual ou psicológica; fornecer mais acesso a informações sobre maternidade e responsabilidade parentais, além de direitos sexuais e reprodutivos e combater a discriminação múltipla.

O objetivo é mostrar como essas nações podem promover a autonomia das mulheres para que elas …




dogsOs cães conseguem distinguir palavras e entonações através da mesma região do cérebro que a usada pelos humanos, de acordo com um novo estudo sobre como o melhor amigo do homem interpreta nossa linguagem publicado pela revista “Science”

O trabalho realizado por pesquisadores da Universidade Eotvos Lorand, de Budapeste, mostra que o cérebro canino é capaz de interpretar tanto o que dizemos e como dizemos.

Os cães, como os humanos, usam o hemisfério esquerdo do cérebro para interpretar palavras e regiões do hemisfério direito para analisar a entonação. O centro de prazer do cérebro é ativado apenas quando as palavras de gentileza e elogio são acompanhadas pela entonação apropriada, segundo determinaram os pesquisadores.

As observações sugerem que os mecanismos neurais de processamento de palavras evoluíram muito antes do que os cientistas acreditavam e que não são algo específico dos humanos.

“O cérebro humano não apenas analisa separadamente o que dizemos e como dizemos, como também integra os dois tipos de informação, para chegar um significado unificado”, afirmou Attila Andics, um dos pesquisadores da Eotvos Lorand University, que acrescentou: “Nossas descobertas sugerem que os cães também podem fazer tudo isso e usam mecanismos cerebrais muito similares”.

Os cientistas estudaram 13 cães que …




Em 2016, o calendário Pirelli, um dos mais celebrados ícones da moda, apresentou uma nova abordagem e, em vez de exibir supermodelos com um estereótipo parecido, apostou em mulheres “notáveis”, culturalmente influentes.

A edição 2017 seguirá esta tendência e, desta vez, trará mulheres ‘reais’, sem retoques de imagem. Coube ao alemão Peter Lindbergh, de 72 anos, a responsabilidade de realizar os ensaios. Essa é a terceira fez que ele participa do projeto, depois das fotos feitas em 1996 e 2002.

A intenção do fotógrafo é enviar “uma contra-mensagem ao falso ideal de beleza da indústria”.

Os nomes da 44ª edição do calendário foram divulgados esta semana pela empresa italiana.

Entre as retratadas estão as atrizes Helen Mirren, Kate Winslet, Penélope Cruz, Nicole Kidman, Uma Thurman, Julianne Moore e a professora de Ciências Políticas na Universidade de Moscou, Anastasia Ignatova.

Na edição 2016, foram fotografadas “13 mulheres de notáveis conquistas profissionais, sociais, culturais, esportivas e artísticas” clicadas pela fotógrafa e retratista americana Annie Leibovitz. O calendário trouxe fotos da comediante Amy Schumer, da tenista Serena Williams e da artista Yoko Ono, entre outras.…




Block-Island-Wind-FarmOs Estados Unidos concluíram neste mês a construção de seu primeiro parque eólico em mar aberto (offshore). Comparado ao padrão mundial, o projeto da Block Island Wind Farm é bem pequeno: suas cinco turbinas vão gerar energia para 17 mil casas. A título de comparação, o maior parque gerador de energia eólica offshore do mundo — o London Array, no Reino Unido — produz energia suficiente para quase meio milhão de casas por ano com suas 175 turbinas .

Apesar de modesto, o projeto americano é um marco em um país que costuma torcer o nariz para a expansão da fronteira eólica além mar. Parte da explicação é econômica: no contexto americano, as instalações offshore são bem mais dispendiosas do que as que se localizam em terra (onshore) e do que outras fontes, como o gás de xisto.

Em contrapartida os ventos costeiros são mais fortes, o que torna a produção offshore vantajosa nessas condições, indo ao encontro da almejada transição energética necessária para o país reduzir suas emissões de gases perigosos no meio ambiente. Além disso, para determinados locais, usinas offshore podem, até mesmo, ser mais atraentes em termos de custo.

Juntas, as cinco turbinas da fazenda eólica terão uma capacidade de 30 MW, e …




Alunos da Escola Estadual Desembargador Boto de Menezes, em Cajazeiras, na Paraíba, contam com um diferencial na grade curricular: aulas de equilíbrio emocional e meditação. A iniciativa, desenvolvida por uma professora do 5º ano, é colocada em prática há cerca de cinco anos. O objetivo é fazer com que os estudantes tenham melhor desempenho, em sala, e estreitem a relação entre a escola e a comunidade.

De acordo com a idealizadora do projeto, a professora Cícera Freire, que ensina há 14 anos na escola, a ação começou a ser desenvolvida depois que ela observou o comportamento dos alunos e percebeu que precisava de algo que mantivesse a concentração deles direcionada ao aprendizado por mais tempo. “Eu vi que precisava inovar e criar alguma coisa que pudesse chamar a atenção dos alunos em sala e passei a trabalhar a inteligência emocional”, explicou.

A professora ressalta que a estratégia ultrapassa as dependências da escola, já que os jovens chegam em casa e acabam refletindo outro comportamento, chegam mais calmos e dedicados ao bom convívio social.

As aulas de meditação e equilíbrio emocional, foram reforçadas com a metodologia Liga pela Paz, que começou a ser aplicada em 2014, na rede estadual.  A proposta da iniciativa é implantar …




_90944758_013761574-1A ideia soa tão atraente quanto a ficção científica: edifícios que fecham suas próprias rachaduras, como seres vivos curando suas feridas.

Pesquisadores da Universidade Técnica de Delft, na Holanda, desenvolveram o que chamaram de bioconcreto, um material literalmente vivo e capaz de regenerar construções desgastadas. Mais do que inspirado na natureza, o bioconcreto é feito dela. É que as propriedades extraordinárias do material se devem à presença de bactérias.

Para preparar o bioconcreto, os cientistas misturam concreto tradicional com colônias da bactéria Bacillus pseudofirmus, que em seu estado natural pode habitar ambientes tão hostis quando crateras de vulcões ativos. A essa mistura acrescenta-se lactato de cálcio – alimento das bactérias – e o material está pronto.

“O surpreendente é que essas bactérias formam esporos e podem sobreviver por mais de 200 anos nos edifícios”, afirma o cientista holandês Henk Jonkers.

Quando aparecem fissuras nos edifícios construídos de bioconcreto, as bactérias que aí habitam ficam expostas aos elementos físicos, principalmente água. A umidade que penetra nas fissuras “acorda” os microorganismos, que começam a consumir lactato de cálcio e, como produto final da digestão, produzem calcário. O calcário então repara as rachaduras no bioconcreto em apenas três semanas.

Mas apesar da visão tentadora …




cerrado__wwf_brasil_bento_vianaO Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) lançou na semana passada, em Brasília, o Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF) do Cerrado, um projeto para conservação deste bioma. Com duração prevista de cinco anos, o programa tem o objetivo de preservar o bioma, sua fauna e sua flora. A iniciativa, que recebeu recursos de US$ 7 milhões, deve ir até julho de 2021.

Segundo o IEB, o fundo é administrado pela Conservação Internacional, que tem como parceiros a Agência Francesa de Desenvolvimento, o Banco Mundial, a Fundação John D. e Catherine T. MacArthur, o Fundo Mundial para o Meio Ambiente, o governo do Japão e a União Europeia.

De acordo com o instituto, o Cerrado cobre mais de 2 milhões de quilômetros quadrados (km²) do território brasileiro e é rico em diversidade de plantas, contando com cerca de 12 mil espécies nativas. Foram catalogadas 250 espécies de mamíferos e registradas mais 856 espécies de aves. No Cerrado, encontram-se ainda 800 espécies de peixes, 262 de répteis e 204 de anfíbios.Além disso, as três maiores bacias hidrográficas do país (Amazonas/Tocantins, São Francisco e Prata) nascem na região do Cerrado.

De acordo com o IEB, o Cerrado vem sendo ameaçado …




Aliko Dangote and BonoO nigeriano Aliko Dangote, o homem mais rico da África, reuniu-se na  segunda-feira (29) em Abuja com o cantor do U2, Bono, para colaborar no apoio aos 2,6 milhões de deslocados pelo conflito na Nigéria com o grupo islamita Boko Haram.

Depois de visitar os campos de deslocados do nordeste do país, Bono declarou que os dois querem “ser úteis”, em uma situação “profundamente alarmante”. O astro da música não especificou como essa colaboração será feita.

Acompanhados do ex-secretário de Estado britânico Douglas Alexander, Dangote e Bono visitaram a capital federal nigeriana, no âmbito da campanha da ONE, uma organização internacional que reúne celebridades e ricos empresários.

Os dois foram recebidos pelo vice-presidente Yemi Osinbanjo, que celebrou “essa colaboração internacional, a qual deve garantir uma resposta centrada na crescente crise humanitária no nordeste do país”.

Recentemente, o rico empresário nigeriano doou 5,6 milhões de euros ao estado de Borno para ajudar em sua reconstrução, caminhões com comida e 1,1 milhão de euros para os refugiados.

Desde junho, a ONU e várias ONGs convocaram a mobilização em massa para enfrentar o que a Médicos sem Fronteiras (MSF) classificou como “catástrofe humanitária”. O conflito já deixou mais de 20 mil mortos e …




Mulheres indígenas das etnias guarani e terena de Mato Grosso do Sul vão receber cartilhas sobre a Lei Maria da Penha, de proteção à mulher, traduzidas para suas línguas maternas, além de braile.

De acordo com o governo estadual, a partir de setembro deste ano serão distribuídas 750 cartilhas para terenas e o mesmo número para guaranis nas aldeias mais populosas do Estado, nos municípios de Dourados, Amambai e Aquidauana.

A cartilha foi produzida pelo Núcleo de Proteção e Defesa dos Direitos da Mulher da Defensoria Pública do Estado (Nudem) e coube ao governo a impressão e distribuição às aldeias.

O número ainda é insuficiente para atender todas as aldeias de Mato Grosso do Sul, que conta com o segundo maior número de índios do país, com 72 mil pessoas.

Segundo a subsecretária de políticas públicas para mulheres, Luciana Azambuja, trata-se de “um primeiro teste para sentirmos como a cartilha vai ser recebida por elas e mensurar a necessidade para as próximas tiragens”.

Dados da Secretaria de Segurança Pública indicam que o número de denúncias de violência contra mulheres no Estado cresceu 23,1% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Há apenas uma …




FiocruzA nova fase de estudos clínicos para a vacina para a esquistossomose, chamada de Vacina Sm14, vai começar ainda este ano no Brasil. O anúncio foi feito na sexta-feira (26), no Rio de Janeiro, pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Os testes ocorrerão já a partir deste mês e seguem até dezembro de 2016. Esse é o período em que se registra mais casos da doença em território africano.

A Vacina Sm14 será administrada em três doses, com intervalos de um mês entre cada uma. A conclusão e os resultados dos estudos estão previstos para 2017.

De acordo com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, “É a primeira vez no mundo que uma vacina parasitária produzida com tecnologia brasileira de última geração chega à Fase II de estudos clínicos. Um importante passo para o enfrentamento desse problema de saúde que atinge principalmente populações pobres de diferentes países”.

A produção e desenvolvimento da vacina é uma parceria público-privada (PPP) entre a Fiocruz e a empresa Orygen Biotecnologia S.A. O projeto é um dos priorizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ela será feita a partir de um antígeno – substância que estimula a produção de anticorpos, evitando que o parasita causador da doença se …





Feliz Dia Novo - Todos direitos reservados

Desenvolvido por CPC Informática